top of page

Queridos amigos,


Bom dia!


Hoje, 20 de março, é o DIA INTERNACIONAL DA FELICIDADE!


Aqui estou, neste meu ciclo de eternidade, no primeiro dia do outono, vinte de março de 2022, domingo, vestida de gratidão ao Dono do Universo, por ter me concedido o milagre da vida e o êxtase de viver cercada de pessoas do bem, que junto comigo plantam e acreditam nas sementes e nas atitudes da “FELICIDADE”.


Alguém, aqui da minha rede social, poderá me perguntar ou até mesmo me questionar, Tereza: De qual mundo você está falando? Você tem visto as notícias? E, então eu te respondo assim: A felicidade é um caminho que escolhemos para trilhar! É uma decisão, um objetivo e meta de cada um de nós.


Eu escolho todas as manhãs ser feliz. Sim! Eu tenho problemas inúmeros e sofro como todos os mortais, mas a felicidade sempre dá um jeito de me abraçar e me envolver de novo. A vida tem me ensinado a trabalhar rápido na dissolução da negatividade e no exercício do perdão diário.


Por que perdoar amanhã? Perdoe hoje, agora! A gente fica leve, livre e solto para ser feliz! Acho que sou como as mariposas, só me cerco do bem e das pessoas do bem, e essa liberdade de escolha é a própria felicidade, acredito piamente nisso.


Nessa minha caminhada da vivência da “Oficina da Bola da Felicidade” já completando sete anos de estradas, rodoviárias e aeroportos, observando e entrevistando mais de 3 mil pessoas nas 72 cidades de 19 estados brasileiros, além de Lisboa, Portugal, tenho um dossiê sobre a felicidade no meu caderno de capa azul bordado com a perfeição pelas mãos de mamãe e nessa roda de vivência a minha pergunta é uma só:


O QUE TE MOVE? Quando você acorda de manhã e se descobre vivo! Ao colocar seus pés no chão e saber que um dia pleno de milagre vivo e latente está inteiro ao seu dispor: O QUE TE FAZ FELIZ? Esta é a pergunta e também o ponto culminante da vivência comunitária que se chama a Oficina da Bola da Felicidade.


Tenho tudo anotado! Cada pessoa, cada grupo, cada cidade, cada estado, cada olhar, cada som da voz de cada uma destas pessoas que Deus permitiu que cruzasse o meu caminho para bordarmos juntas a Bola da Felicidade com suas histórias de vida e responder as perguntas da minha Oficina: O que te motiva a levantar todos os dias, quando você coloca os teus pés no chão e qual é o primeiro pensamento que te invade? O que te faz feliz?


Nesta manhã de puro milagre, fico aqui comtemplando o céu e relembrando as inúmeras respostas de felicidades que tenho anotadas em meu caderno de capa azul bordado com a perfeição pelas mãos de mamãe! E querem saber? A maioria das respostas nestes encontros chega perto de 99% com a mesma frase: a minha família, os meus filhos e não importa se estamos na capital de São Paulo, Salvador, Curitiba ou lá em Passira, sertão do Pernambuco.


É engraçado pensar que os seres humanos viventes neste mundo moderno das altas tecnologias, estão gastando um tempo desmedido em redes sociais e os abraços apertados e aqueles olhares demorados foram substituídos por esse aparelho metálico e luminoso...


A Oficina Bola da Felicidade e o Curso de Formação de Multiplicadores da Bola da Felicidade são uma proposta de encontro do ser consigo mesmo. Uma pequena fresta de esperança e felicidade nestes dias metálicos, sem poesia!


"A felicidade é um susto. Chega na calada da noite, na fala do dia, no improviso das horas. Chega sem chegar, insinua mais que propõe... Felicidade é animal arisco. Tem que ser admirada à distância porque não aceita a jaula que preparamos para ela. Vê-la solta e livre no campo, correndo com sua velocidade tão elegante, é uma sublime forma de possuí-la. Felicidade é chuva que cai na madrugada, quando dormimos. O que vemos é a terra agradecida, pronta para fecundar a semente que foi plantada! Felicidade é coisa que não tem nome. É silêncio que perpassa os dias tornando-os mais belos e falantes. Felicidade é carinho de mãe em situação de desespero. É olhar de amigo em horas de abandono”.


Você é meu convidado para viver essa experiência de “Felicidade”.


Aqui, no site: www.terezabarreto.com, você encontrará todas as programações dos workshops referentes à Bola da Felicidade.


Abraços carregados de amor, fé e esperança em novos dias de felicidade, amém.


Tereza Barreto




4 visualizações0 comentário

Atualizado: 7 de fev. de 2022








Maria Lúcia, amiga irmã querida, me encantou com a sua partilha da Bola da Felicidade para o anjinho Francisco que nasceu, amei! Amei, chorei!!!

É muito gratificante ver uma semente nascer, ainda mais quando é a semente da Bola da Felicidade que parte das mãos de uma multiplicadora!

Nascer e florescer no mundo, glórias aleluia!

Pulando de felicidade!




Abraços minha querida, com todo carinho e admiração do mundo!!!!

Seja bem-vindo, Francisco!

Tereza Barreto


26 visualizações0 comentário

Esse mês esgotaremos a terceira edição do livro A Felicidade Que Nasce da Oração, restam apenas 20 unidades! Estamos nos preparando para a sua quarta edição!


A Editora Girassol teve a honra de ter a obra prefaciada pela professora doutora titular da UNICAMP, Elisabete Monteiro de Aguiar Pereira, a qual temos orgulho em compartilhar:


Prefaciar uma obra é um convite honroso, pois significa, literalmente, “dizer antes”. É um termo que vem do latim – prae (antes) fatio (dito) e traz a ideia de apresentar aos leitores, um panorama do que irão ler. Estou feliz com o convite da autora Tereza Barreto para prefaciar esta obra e por ser uma das pessoas que testemunhou o seu nascimento. Ela se originou dos testemunhos de milagres narrados pelo grupo da novena Nossa Senhora das Graças que, desde 12 de abril de 2020, faz diariamente, às 15 horas, a oração do terço, cada um em sua casa e se comunicando pelo WhatsApp. Este grupo se iniciou em tempos sombrios, mas sempre se alimentou da esperança e da fé. É sobre as graças alcançadas pelas pessoas deste grupo que trata esta edificante obra. É um livro sobre a ligação do coração humano com o Divino.

A Tereza Barreto reuniu e organizou nesta publicação os relatos de milagres alcançados pelas pessoas durante esse tempo. Um tempo pequeno para tantas respostas! As histórias deste livro são reais. São testemunhos de bênçãos alcançados por pessoas como você e eu.

Cada história faz com que sintamos a relação intrínseca do espiritual com o cotidiano de nossas vidas. Cada história nos fortalece na fé, nos alimenta na confiança do Divino, nos faz crer no agir de Deus, de Jesus Cristo, da Virgem Maria, nossa Mãe Santíssima, em nossas vidas. Faz perceber os sinais, às vezes por meio de inspirações, que desvelam a presença Divina na condução das questões da nossa vida.

A Tereza Barreto é uma benção na vida das pessoas deste grupo que, até hoje, não parou de crescer. Ela une o grupo com sua doçura e profunda capacidade de amar o semelhante. Tem palavras de ternura, de acolhimento, de sustentação que penetram em nossa alma desencadeando viva sensação de paz e harmonia, de fé e esperança. A Teresa cria oportunidades para que cada um de nós encontre, em si, a coragem e a força necessárias para a superação de seus problemas. Para que cada um, ao rezar o terço, se nutra do amor de Deus e se aprofunde na fé. Para que cada um possa sentir que a fé é um guia de direção para os caminhos, às vezes incertos, às vezes tumultuados, de nossa existência. A Tereza tem nas palavras uma força incrível de descortinar o sagrado, de mover em nós o mais forte e mais profundo sentimento de gratidão pela vida.


O livro é o testemunho da fé testada. A ideia de organizar esses testemunhos em uma obra, só pode ter sido inspirada por Nossa Senhora. É uma obra de extraordinário valor que nos faz criar raízes com nossas crenças espirituais ou criar novos olhares para elas.

A escrita da Terezinha é um modelo de singeleza e espontaneidade. Ela escreve com a alma e suas palavras têm a força de um imã que nos captura, nos acolhe, nos nutri, nos ilumina e preenche. Quanto mais se lê, mais se quer ler. É um daqueles livros que mudam a nossa vida logo nas primeiras páginas. Impossível sair o mesmo depois desta leitura.

E que feliz título ela deu ao livro “A Felicidade que nasce da Oração”.

A felicidade e um dos anseios mais legítimos do ser humano. E um estado que se atinge por inteiro, em momentos da nossa caminhada de vida. Não é um estado fortuito, mas construído em nosso íntimo e vivido em sua plenitude enquanto o experimentamos. Em nossa vida temos muitos momentos felizes e o momento da oração do terço à Nossa Senhora das Graças oferece esse momento de plenitude, de contentamento, e preenchimento. É quando a inquietude, a ansiedade e o sofrimento se acalmam e dão espaço para a esperança, para a confiança e o júbilo. A felicidade que vem da alma, ilumina o nosso interior e se resplandece em brilho no olhar, expressando bem-estar espiritual e paz interior.

A definição de felicidade tem sido buscada por filósofos, religiosos e psicólogos e tem sido explicada com referências a estados físicos e emocionais. A felicidade é um sentimento simples e pode ser encontrada nas atividades e emoções positivas, no viver o momento presente, no viver o momento do “agora”. O “agora” releva as marcas do passado e estrutura novos momentos para o futuro que vão surgindo como magnetismo puxados pela positividade. A felicidade é uma jornada e não uma chegada, são momentos presentes no percurso da estrada da vida que o grupo de oração nos ajuda a trilhar. Mesmo com grande dor ou muitos problemas, a oração das 15 horas nos ajuda a vê-los mais leves, a ter confiança na entrega e a Tereza Barreto, com suas palavras doces e positivas, estimula-nos a encontrarmos a paz de espírito, a leveza necessária para os solucionar. Ela compartilha seu enorme afeto, sua acolhida e bondade com cada um do grupo.


O outro termo que compõe o título do livro é “oração”, que quer dizer a ação de orar. Orar é apresentar a Deus, mediante Jesus Cristo, Espírito Santo e Nossa Senhora, nossos pedidos, desejos, necessidades e agradecimentos. É o elo que fazemos intencionalmente com o Divino. É a comunicação e o fruto consciente do relacionamento com Deus. É simplesmente falar com Deus. E, muitas vezes, Deus responde nossas orações por meio de outras pessoas. Ele pode colocá-las em nossa vida no momento certo, para que deem ou sejam a resposta que procuramos. É assim que é a Tereza Barreto para esse grupo de oração.


Se me pedissem para resumir em poucas palavras o valor de um livro, eu diria que é aquele que permanece em nós depois da leitura. Esse é o caso deste livro. Tenho convicção que você está sendo abençoado só por ter este livro em suas mãos, por conhecer e alimentar seu espírito com os testemunhos de milagres narrados nele.

Elisabete Monteiro de Aguiar Pereira

13 visualizações0 comentário
bottom of page