top of page

Nossa história começou sem grandes expectativas, sem planejamento prévio, apenas com o desejo de aproveitar um presente inesperado: uma viagem de uma semana a bordo do majestoso Costa Diadema, navegando pelos mares de 17 a 24 de março de 2024.


Para nós, meu marido e eu, essa seria nossa primeira incursão em um cruzeiro marítimo, e mal sabíamos que estava prestes a se tornar uma experiência que jamais esqueceríamos.


Ao adentrar os amplos corredores do navio, fomos envolvidos por uma atmosfera vibrante e acolhedora. Seis mil pessoas, cada uma com sua própria história e expectativas, reunidas para compartilhar uma jornada única. A imensidão do oceano diante de nós despertava um misto de emoções: a ansiedade pela aventura que estava por vir e a tranquilidade proporcionada pelo movimento suave das águas.


Ao longo dos sete dias que se seguiram, testemunhamos verdadeiros milagres. Não os grandes e espetaculares, mas sim os pequenos gestos de bondade, os momentos de conexão genuína com outros viajantes e as experiências singulares que enriqueceram nossa jornada. Cada dia era uma nova descoberta, uma nova paisagem deslumbrante, uma nova amizade que se formava nos diversos ambientes do navio.


Das refeições refinadas nos elegantes restaurantes à diversão ininterrupta nos decks repletos de atividades, cada momento era uma celebração da vida e da liberdade de explorar o mundo ao nosso redor. Descobrimos a magia de assistir ao pôr do sol no convés, embalados pela brisa do mar, e a emoção de dançar sob as estrelas nas festas temáticas que animavam as noites a bordo.


Mas foram os momentos de tranquilidade e contemplação que verdadeiramente marcaram nossa viagem. Refletir sobre as maravilhas da criação enquanto observávamos as ondas dançando sob a luz da lua, ou simplesmente desfrutar de um café matinal enquanto contemplávamos o horizonte se estendendo até onde os olhos podiam ver.


Ao chegarmos ao destino final, carregávamos conosco não apenas lembranças fotográficas, mas sim memórias vivas e experiências que moldaram nossa perspectiva sobre o mundo e sobre nós mesmos. Aquilo que começou como um presente inesperado tornou-se uma jornada transformadora, repleta de sorrisos, emoções e conexões que permanecerão conosco para sempre.


Para nós, Tereza e Luís, essa viagem de cruzeiro não foi apenas uma aventura, mas sim um capítulo inesquecível em nossa história juntos. E embora os milagres que testemunhamos ao longo do caminho permaneçam guardados em nossos corações, as histórias que compartilhamos nesse navio gigante serão contadas e relembradas por muitos anos vindouros.


Costa Diadema


Salvador-Bahia


Ilhéus-Bahia


Casa do Jorge Amado


Fazenda de Cacau Yrerê - Ilhéus


Os dois últimos dias foram tumultuados com fortes chuvas



60 visualizações0 comentário

Queridos leitores,










No dia 8 de março de 2024, o Atelier A Casa do Milagre foi palco de um evento inesquecível em celebração ao Dia Internacional da Mulher. Sob o lema "Empoderando e Inspirando", o ambiente estava impregnado com uma energia contagiante de união, força e determinação.



















Desde o momento em que as portas se abriram, foi evidente que este seria um dia

especial. Mulheres de todas as idades e origens se reuniram para compartilhar histórias, experiências e celebrar suas conquistas individuais e coletivas.


















As atividades planejadas para o evento foram um verdadeiro sucesso e proporcionaram oportunidades únicas para aprender, crescer e se conectar.










Além disso, não podemos deixar de mencionar a atmosfera acolhedora e inclusiva que permeava todo o espaço. O sentimento de sororidade estava presente em cada interação, reforçando a importância de apoiar e elevar umas às outras em nossa jornada rumo à igualdade de gênero.









À medida que o evento chegava ao fim, ficava claro que havíamos testemunhado algo verdadeiramente especial. O sucesso do Dia Internacional da Mulher no Atelier A Casa do Milagre não foi apenas sobre celebrar as realizações passadas, mas também sobre inspirar e capacitar as mulheres para construir um futuro mais brilhante e igualitário.


Agradecemos a todas as participantes, colaboradoras e apoiadoras que tornaram este evento possível. Que esta celebração seja apenas o começo de uma jornada contínua de empoderamento, liderança e progresso para todas nós.



Atenciosamente,



Tereza Barreto

56 visualizações0 comentário

Não há palavras que possam capturar a alegria e o êxtase que permearam o Atelier A Casa do Milagre no dia 20 de janeiro de 2024. Um evento transformador, a Oficina Bola da Felicidade, foi um verdadeiro milagre em nossas vidas.


Seis anos de perseverança, esperança e uma fé inabalável nos milagres culminaram na realização deste dia extraordinário. Tereza Barreto, visionária por trás de tanta magia, expressa com gratidão: "Não tem como não confessar essa felicidade. Eu acredito em milagres, amém, e assim é. Deus seja louvado agora e sempre, amém."


A Oficina Bola da Felicidade não foi apenas um evento; foi uma celebração de conquistas, de superação e, acima de tudo, de união. Participantes vindos de diferentes caminhos da vida se reuniram para criar não apenas bolas, mas memórias preciosas e um ambiente carregado de positividade.


O Atelier, que já é conhecido como A Casa do Milagre, testemunhou a materialização de sonhos e a concretização de uma visão que foi cultivada com amor e dedicação. A energia contagiante, permeada por risos e conversas inspiradoras, transformou o espaço em um refúgio de criatividade e conexão.










A Bola da Felicidade, além de ser uma obra de arte, tornou-se um símbolo poderoso. Cada linha, cada cor, contou uma história de resiliência e de fé na beleza da vida. O evento foi mais do que uma oficina; foi um lembrete de que, quando nos unimos em amor e propósito, milagres acontecem.














Agradecemos a todos que tornaram esse dia possível, aos participantes que trouxeram sua luz e energia, e a Tereza Barreto por liderar com paixão e visão. Que este seja o primeiro de muitos milagres e momentos de felicidade que virão neste ano e nos anos que se seguem. Amém.



19 visualizações0 comentário
bottom of page